Prefácio do livro: Aristóteles nos manuais de história da educação - Alessandro Barreta Garcia

18-06-2014 10:26
10/07/2013 17:35

PREFÁCIO

 

O entendimento sobre a educação no mundo e especificamente no Brasil é fácil de ser entendida quando tratada de maneira generalista e superficial, mas compreendê-la de forma strictu torna-se um desafio extremamente complexo não só pelas variáveis que a influenciam no cenário atual, mas principalmente pelo seu contexto histórico que tem como fator preponderante a justificativa de sua origem e evolução.

É possível afirmarmos que a produção científica em torno da educação é muito grande, mas em se tratando de Brasil, dá-se a impressão que todo o conhecimento não é suficiente para alterar o quadro recente de ineficiência e má qualidade intelectual do egresso da educação básica pública. Concomitante a esta afirmação parece existir um abismo entre as teorias produzidas e difundidas no ensino superior e a praticada no mercado de trabalho, fato que otimiza o descompasso entre as áreas educacionais brasileiras.

Esta introdução representa, em linhas gerais, parte dos objetivos propostos do autor na construção deste livro, onde traz, com muita propriedade, citações comprobatórias sobre o pensar das práticas, bem como, as teorias educacionais aplicadas ou negligenciadas na dinâmica educacional dos dias de hoje, já estudadas e previstas na Grécia antiga.

O autor tem como ideia central a valorização das discussões sobre conceitos antigos relacionados à educação. Percebemos durante a leitura que as teorias desenvolvidas pelos gregos são atuais e de possível visualização na organização cotidiana da estrutura educacional contemporânea.

Com este manuscrito temos a possibilidade de “viajarmos” em posicionamentos críticos que permeiam as relações interpessoais e que fazem parte da formação do ser humano desde o ambiente familiar, passando pelos bancos escolares e caminhando para efetivação no convívio social, logo, estamos falando da ética, da moral, da política, entre outros valores incontestáveis para a sociedade.

Percebemos a preocupação do autor em levar o leitor à compreensão do pensamento grego e sua interação com o mundo atual numa linguagem mais acessível e dinâmica, procurando aproximar as teorias a um contexto perceptível por todos aqueles que estudam, pesquisam e vivem a educação.

O livro em questão trata-se da organização das ideias sobre as teorias gregas relacionadas à educação e a exposição valorativa de um de seus principais pensadores que durante muito tempo foi venerado como grande teórico e pesquisador, mas colocado às margens como educador – ARISTÓTELES.

 Dessa forma, o autor, amigo de longa data, presenteia a comunidade acadêmica com um material fundamentado, crítico e relevante. Sem dúvida, ele dá um passo importante para o seu crescimento profissional e inicia efetivamente sua trajetória de sucesso na pesquisa.

Parabéns ao autor e a você que tem o contato com esta produção.

Sucesso a todos nós.

 

Rui Anderson Costa Monteiro

Professor - Universidade Nove de Julho

 

Link do Livro: http://clubedeautores.com.br/book/116284--ARISTOTELES_NOS_MANUAIS_DE_HISTORIA_DA_EDUCACAO


Leia mais: http://www.alessandrogarcia.org/news/prefacio-do-livro%3a-aristoteles-nos-manuais-de-historia-da-educa%c3%a7%c3%a3o/